É o tempo realmente é um dos deuses mais lindos. E ele passa. Tenha cuidado com o tempo para que, quando ele passe, não leve as pessoas, momentos e oportunidades de você. Porque apesar de ele ser medido em horas, dias, anos e afins, a gente não faz ideia da sua importância. Tudo aquilo que você é e tudo o que quer que você seja, em toda a sua vida, vai ser contabilizado em tempo. No fim, melancolicamente, o resumo de quem você foi são números de idade.

Assim, tenha em mente que ontem foi ontem. Se não deu certo, tente de novo hoje. Tire a dúvida. Arrisque. A graça da vida é mesmo experimentar. É acertar e, também, errar. Lembre-se: enquanto você for o que os outros querem que você seja, você será ninguém. Acredite em você. Faça as pazes. Porque o amor próprio é reciproco. E sempre será.

De todo o aprendizado que se tem – e a gente sempre tem – eu aprendi que tudo é uma questão de tempo. Timing. Não se preocupe em abraçar o mundo. Preocupe-se em saber ler o momento certo. Em crescer por si. Aprender por si. Em ser tudo o que você puder ser. Em ser a sua melhor versão. Acredite que você tem a capacidade de amar o mundo e, quem sabe, um dia, você realmente consiga. E talvez o mundo até te ame de volta.

***

♥ Crônica classificada no Prêmio Nacional Jovens Poetas – Poetize 2017 e publicada no livro Antologia Poética, Prêmio Poetize 2017 ♥

Anúncios