Busca

Natália Audi

Crônicas e afins.

O que você deixou ser quando cresceu

Muita coisa. É tanto que não cabe nos dedos. E a gente sempre deixa. Não é de propósito, tão pouco por mal. É apenas a vida acontecendo. Seguindo o seu fluxo natural. Com o crescer, a gente aprende a aceitar.... Continue lendo →

Todo fim é um começo, confia

Eu sempre odiei fins. Desde criança. Eu nunca entendi o sentido dos términos. O por quê de coisas que eu gosto acabarem. Mas, ironicamente, com relação ao ano, o fim é a minha parte favorita. Eu até me encanto com... Continue lendo →

Quem tem irmão, tem tudo

Tem mesmo. Tudo de bom. E tudo de ruim. Eu nunca fui sozinha. Aliás, eu apareci para acabar com a solidão dela. Três longos anos de sossego, atenção exclusiva e caçula da casa, arruinados pela minha chegada. Não é por... Continue lendo →

Eu não sou a pessoa feliz do Instagram

E ainda bem. Quer coisa mais insuportável que uma felicidade absurda? Não é por nada, mas a vida é cheia de problemas. E são exatamente eles que nos fazem valorizar os momentos bons. Tudo o que é demais, faz mal.... Continue lendo →

Depressão não é bobagem, é uma doença

Depressão não é desculpa. Não é preguiça. Não é frescura. Pelo contrário, depressão é coisa séria. É luta. É persistência. E é uma batalha, diária, entre você e você. Precisamos falar de depressão para que as pessoas parem – de... Continue lendo →

A vida é um ciclo, lembre-se disso

Ela é difícil. Cansativa. Confusa. Complicada. Ela, ás vezes, me assusta. Ela é única. Ela é minha. E é intransferível. Eu não posso viver pelos outros. E ninguém pode viver por mim. A vida é um ciclo constante. E a... Continue lendo →

O tempo passa, fique atento

É o tempo realmente é um dos deuses mais lindos. E ele passa. Tenha cuidado com o tempo para que, quando ele passe, não leve as pessoas, momentos e oportunidades de você. Porque apesar de ele ser medido em horas,... Continue lendo →

Notas sobre o amor: ele existe

Acreditar no amor se tornou tarefa difícil. E não é pela falta de declarações dele, não. Tá faltando mesmo é sentimento. Honestidade. Sinceridade. Aliás, tá faltando muita coisa. O mundo anda tão extremista. Se importar é desespero, não ligar é... Continue lendo →

Pra você que me esqueceu, aquele abraço

Já cantarolava Gilberto Gil no meio de muitos abraços. A mensagem é boa. É clara. É concisa. Assim como o fato certeiro de que o Rio de Janeiro continua lindo. Assim, também, como a certeza de que a gente nunca... Continue lendo →

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑